Como migrar para a nuvem com segurança

Os serviços em nuvem e a cibersegurança são dois ramos de TI em expansão e que podem (e devem) andar de mãos dadas. A nuvem segura é uma realidade, embora seja verdade que precisamos tomar certas medidas para evitar riscos.

Pouco a pouco, a mídia está nos informando das mudanças tecnológicas nas quais as grandes empresas estão imersas. Muitas delas deixaram para trás seus data centers e optaram pela nuvem, enquanto outras estão realizando esta migração em um processo mais gradual. Essa tendência não ocorre apenas nas grandes corporações, mas também é uma tendência firme e crescente nas empresas de médio e pequeno porte.

De acordo com o estudo "Cloud Computing in Spain 2018" publicado pela Quint Wellington Redwood, a nuvem será fundamental, tornando-se um dos itens emergentes e / ou relevantes nos orçamentos das empresas.

Razões para migrar para a nuvem

As vantagens mais conhecidas que geralmente levam as empresas a optar por serviços em nuvem:

  1. Otimização de recursos;

  2. Imediação de provisionamento;

  3. Agilidade de adaptação;

  4. Desnecessário fazer investimentos iniciais;

  5. Pagamento por demanda;

  6. Acesso às mais recentes tecnologias e versões;

  7. Assistência de conformidade regulamentar;

  8. Melhor segurança e proteção de dados;

  9. Flexibilidade para as necessidades do negócio;

  10. Planos de recuperação de desastres.

Como foi comprovado, todos esses aspectos favorecem a modernização e a competitividade das empresas.


Insegurança

Segundo o mesmo relatório da Quint, "35% das organizações consultadas garantem que a principal barreira que interrompe a migração para a nuvem é a questão da segurança ou, melhor dizendo, da insegurança". Apesar do boom nas migrações que mencionamos, ainda existem céticos que duvidam dos recursos da nuvem.

De certa forma, para algumas empresas, especialmente em certos setores distantes do setor de TI, a Nuvem ainda é um serviço desconhecido. Na nossa empresa, tentamos fazer com que nossos clientes vejam que, optando pela nuvem e por um portfólio de serviços adequado, esse tipo de preocupação não precisa existir. Pelo contrário, mostramos como a nuvem agrega grande valor às empresas.


Qual seria a nuvem ideal?

Além de todos os aspectos positivos mencionados anteriormente, é realmente importante levar em consideração certos problemas ao escolher uma nuvem ou outra, para não encontrar problemas indesejados, como os relacionados à segurança. A nuvem exemplar seria:

  1. Uma nuvem dedicada e projetada para o mundo dos negócios (de empresa para empresa);

  2. Sem custos ocultos ou imprevisíveis;

  3. Com níveis de serviço claros;

  4. Cloud gerenciado “realmente” (com alguém por trás do suporte);

  5. Fisicamente localizado em um local conhecido;

  6. Flexível para se adaptar a cada empresa, cada negócio;

  7. Integrar e permanecer com a plataforma física;

  8. Parceria dos principais fornecedores;

  9. Visível, transparente, com monitoramento e controle;

  10. Com gerenciamento de informações completo e seguro;

  11. Em conformidade com os regulamentos;

  12. Que ofereça suporte na sua adoção, infraestrutura local e desenvolvimentos futuros;

  13. Que fornece facilidades no caso de encerramento do serviço.

É hora de removermos nossos medos e tomarmos as medidas apropriadas para modernizar nossa infraestrutura e sermos verdadeiramente competitivos. Se você quiser obter mais informações sobre a migração para a nuvem, não hesite em entrar em contato. Teremos o maior prazer em ajudá-lo.